Menu
Estátua do Padre Cícero completa 46 anos

Estátua do Padre Cícero completa 46 anos


“Olha lá no alto do horto, ele tá vivo, padim não tá morto”. Imortalizada na voz do rei do baião, Luiz Gonzaga, e referenciada por milhares de devotos, a Estátua do Padre Cícero, na Colina do Horto, completa hoje (1º) 46 anos. O monumento construído em 1969 na Colina do Horto, representa a presença do patriarca no coração dos fiéis e tornou-se símbolo sagrado do romeiro.

A sua grandiosidade está no tamanho físico e na representativa de fé para o povo nordestino. Com 27 metros, a Estátua constitui-se na terceira maior do mundo em concreto. Para os romeiros, és uma das mais importantes obras religiosas do país. “Essa estátua representa Padre Cícero vivo em nossos corações”, descreve a pernambucana Vitória da Silva DSC_7509Evangelista, que há 17 anos visita Juazeiro do Norte.

A escolha do Horto, como local para construção do monumento, seguiu critérios. As caminhadas e pagamentos de promessas pelos romeiros já aconteciam para o Santo Sepulcro, próximo ao local que foi erguido a Estátua. Após a construção da Estátua, a Colina do Horto passou a ser local obrigatório de visitação dos devotos do “Padim Ciço”. Os fiéis sobem os degraus em espírito de procissão fazendo pedidos ou agradecendo as intercessões concedidas por Padre Cícero.

A administradora do Horto do Padre Cícero, Carmina Freitas, ressalta que a Estátua possui importância não somente para os romeiros, mas para toda a região. “Os romeiros possuem uma devoção muito grande por Padre Cícero, e esse símbolo, em homenagem a ele, atrai milhões de pessoas por ano, o que aquece a economia local e fortifica os laços religiosos”. Por ano, mais de dois milhões de romeiros visitam a estátua do padre que é considerado Santo pelos devotos.

“Viva meu padim, viva meu padim”

Assessoria de Comunicação
Horto do Padre Cícero



Eventos

  TOPO