Menu
Museu Vivo do Padre Cícero

Museu Vivo do Padre Cícero


Inaugurado em dia 1º de novembro de 1999, no velho Casarão do Horto — atualmente um dos maiores centros de oração do Brasil —, em Juazeiro do Norte, no Ceará, o Museu Vivo de Padre Cícero retrata e preserva, em personagens em tamanho real, a vida e a obra religiosa do Padre Cícero Romão Batista, que se tornou evangelizador e líder espiritual da comunidade. A religiosidade popular é marcante na cidade. Milhões de romeiros se dirigem a Juazeiro para rezar e para pagar promessas.

Juazeiro do Norte era inicialmente um distrito da cidade vizinha Crato, até que o jovem Padre Cícero Romão Batista resolveu se fixar como pároco no lugarejo. Por conta do chamado “milagre de Juazeiro” (quando Padre Cícero deu a hóstia sagrada à beata Maria de Araújo, a hóstia se transformou em sangue), a figura do padre assumiu características místicas e passou a ser venerado pelo povo como um santo. Hoje a cidade é a segunda do estado e referência no Nordeste graças ao padre.

Em homenagem a ele, o Museu Vivo do Padre Cícero abriga, em cinco ambientes, réplicas do patriarca dos nordestinos e pessoas que eram da sua convivência, como Maria de Araújo, José Marrocos, Floro Bartolomeu, Aureliano Pereira. Em salas e quartos, encontra-se a presença de imagens do sacerdote em momentos de descanso, oração e conversas, com as beatas, despachando com José Marrocos em seu gabinete.

Para fazer o caminho, em todos os seus cômodos, os visitantes seguem pela capela, percorrem espaços como a sala dos ex-votos, quartos e sala de oração, com um quadro do Coração de Jesus, adquirido pelo Padre Cícero em Roma, há mais de 100 anos. Na sala de jantar está o maior número de personagens. Neste espaço também é possível observar a exposição de muitos objetos, fotografias, dentre outros, advindos de promessas e graças alcançadas pelos romeiros, devotos de “Padim Ciço”, como era chamado.

O local conserva uma exposição fotográfica sobre fatos históricos, como a sedição de 1914, em Juazeiro do Norte, além do testamento do sacerdote, um dos mais importantes e valiosos da cidade. O Museu contém boa parte de material doado, além de objetos que pertenceram ao Padre Cícero, a exemplo das vestimentas sacerdotais e até louças do aparelho de jantar e talheres de prata. Está situado de frente a Capela do Socorro, onde estão sepultados os restos mortais do “patriarca” de Juazeiro.

Visite com o Conhecendo Museus este espaço dedicado à memória de um dos mais importantes religiosos do país.

Fonte: http://tvbrasil.ebc.com.br/



Eventos

  TOPO