Romaria de São Francisco


Inicia neste domingo (24)  em homenagem a São Francisco. Ao longo de 10 dias, se torna um recanto de fé e oração, e recebe peregrinos de toda a parte do País. Com o tema: “Francisco, restaura a minha igreja”, o tradicional festejo segue até o dia 5 de outubro, encerrando com o arreamento da bandeira. Neste ano, a cidade tem mais motivos para comemorar. São 200 anos de criação da Paróquia de São Francisco das Chagas e o centenário de consagração da Paróquia em Santuário.

“É uma data importante para nós e para todas as regiões do País. Nós, quando homenageamos os estados nordestinos nas novenas, queremos dizer que eles fazem parte desse caminho. Canindé se torna um ponto de encontro para todos esses romeiros que vêm de todos os lugares, vão criando um caminho”, ressalta Frei Marconi Linsé.

Durante o ano inteiro, a cidade recebe, em média, um milhão de romeiros, e estima-se que, durante os festejos, circulem mais de 300 mil pessoas. O trânsito está sendo organizado especialmente para receber a romaria que a cidade recebe durante esse período em que a cidade muda completamente sua rotina. “Todas as secretarias estão empenhadas para fazer a melhor festa do ano”, confirma a prefeita de Canindé, Rozário Ximenes.

“O que nos interessa não são os números, mas sim trabalhar para garantir a fortaleza dessa espiritualidade que Francisco tinha. Queremos fortificar essa fonte, a fonte franciscana. Os romeiros não vêm atrás de alguém que já morreu, mas de alguém que está entre nós, que está entre esse povo que vem sendo renegado”, explica Frei marconi.

A ideia do tema, “Francisco, restaura a minha igreja”, é representar a Igreja que está sendo restaurada pelo papa Francisco, “o outro Francisco”. A temática deste ano busca compreender a noção de ser comunidade cristã, sendo um tema eclesial, voltada para as pessoas que se sintam chamadas a trabalhar por uma sociedade mais justa.

Anterior Amália Xavier de Oliveira
Próximo Jáder de Carvalho